segunda-feira, 24 de maio de 2010

24/05/2010 - Feriado aqui em Québec e nosso níver de casamento!

Nossa mesa do almoço!
Olha as carinhas das bichinhas!


Rica a caminho da prainha!

Plage Jacques Cartier!








Rica entrou na água mesmo!




















































Hoje foi feriadão aqui em Québec, dia de reverenciar a rainha mãe (Victoria), e tbm nosso níver de casamento, completamos hoje 7 anos de casados! Para comemorar esta data tão importante para nós dois fizemos um almoço super especial e depois pegamos uma praia! Isso mesmo, hoje aqui fez 29 graus, um calorzão daqueles, solzão o dia todo! Fomos na Plage Jacques Cartier que fica a 5 minutos da nossa casa! Um lugar lindo, lindo! quem disse que não podemos curtir praia aqui tbm?? Tudo bem que é uma praia do Rio Saint Laurent, mas tá valendo, e a água nem é tãooo fria assim, Rica nem ligou e entrou mesmo! Os quebecas aqui tbm entram na água sem medo!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Francisação do MICC, nem 8, nem 80!

Esta semana fomos chamados (eu e Richard) para começar a francisação do governo! Recebemos uma ligação na sexta-feira, convocando o Richard e ele questionou a "mocinha" na linha o porquê de eu não ter sido chamada, sendo que fiz o teste de nível bem antes do que ele, após minutos longos de espera na linha, a "mocinha" desistiu de procurar o meu dossiê e disse que iria pôr o meu nome e que eu poderia começar na segunda-feira normalmente no Cégep!
Bom, segunda-feira fomos nós felizes e contentes para a primeira aula da francisação, mas que decepção!! Caímos numa turma super-hiper fraca, onde a metade dos alunos me parece ser de refugiados e a outra metade mal sabe dizer Bonjour! Quem sou eu para julgar a forma utilizada por eles de entrar no país ou quem fala mal francês, até porque eu também cometo muuuuitos erros, mas levando em consideração que o nível da turma era para ser intermediário, fica evidente que todos aqueles deveriam estar no nível básico, até para o bem deles, para poderem acompanhar melhor a classe toda, eles estavam bem perdidos!
Para acrescentar, a professora até que foi simpática conosco, mas era uma tirana com o restante da turma, chegou até ser grosseira com alguns, acho que deveria estar irritada pelo nível de alguns alunos e pelo comportamento infantil de muitos deles e ela acabou se comportando como se estivesse lidando com adolescentes rebeldes, era bronquinha atrás de bronquinha, fiquei super irritada com isso, acho que não tenho mais idade para aguentar essas coisas, mesmo que não fosse comigo!
Bom, para resumir, voltei para casa no primeiro dia completamente chateada por ter detestado a turma e a professora, até porque saí do curso do Mieux Être, onde eu estava adorando o curso e a professora é um amor de pessoa.
No segundo dia voltamos ao Cégep determinados a pedir para mudar de turma, e Graças a Deus conseguimos, fomos para uma turma onde o nível dos alunos é bem melhor, a professora é querida e ensina muito bem, foi bem simples mudar, pedimos para a professora, que disse que iria verificar se havia vagas, e para nossa sorte dois alunos tinham desistido e nós entramos na turma sem problemas!
Fiquei bem feliz, pois naquela outra turma eu não iria ficar, se não conseguisse mudar iria desistir da francisação mesmo!
Até porque ficar lá das 8 da manhã às 15 da tarde estudando não é moleza, é beeem cansativo, então a turma tem que ser agradável mesmo!
Quando digo nem 8, nem 80, quero dizer o seguinte: muita gente fala mal da francisação, e com toda a razão, se vc. pegar uma turma como essa que eu peguei no primeiro dia, vc. detesta mesmo! E muita gente fala bem, diz que vale a pena, etc...realmente, pensando na minha atual classe, vale a pena mesmo! Então é uma questão de sorte! E se vc. não gostar da turma, aproveite e peça para mudar logo nos primeiros dias enquanto pode ter vagas em outras turmas, se vc. não reclama, já era!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Só aqui em Québec mesmo!

Isso aconteceu há um bom tempinho, mas atendendo a pedidos, vou publicar aqui no blog, pois realmente é um fato completamente impensável de acontecer em terras brasileiras! Bom, na época que estávamos procurando um carro pra comprar, ficávamos na internet durante horas, à procura de uma viatura boa, bonita e barata, eis que vimos no site do lespac uma loja em Charlesbourg onde vimos vários carros que gostamos! no dia seguinte, após eu voltar do curso saímos rumo à Charlesbourg, para ver os carros que gostamos!
Após 1 hora e 40 minutos de ônibus até chegar à loja, mal deu tempo de olhar alguns carros e já estava na hora de voltar, pois às 17 horas pego o Ricardo na garderie e como eu estava prevendo mais 1 h e meia no busão, nós deveríamos sair dali correndo!
Na hora vimos um carro que gostamos, demos uma pequena voltinha na quadra para fazer o test drive e quando o vendedor veio perguntar o que achamos eu fui logo dizendo: até gostei do carro, mas realmente temos que ir embora, pois viemos de ônibus e tenho que pegar meu filho, etc...etc... e ele me disse: ah, vcs. vieram a pé, onde moram? dissemos: em Saint Foy, e ele: então vão com o carro mesmo, vejam se gostaram mesmo, daí amanhã vc.s voltam aqui! E eu olhei p/ o Richard com uma cara de quem diz: como assim? vão de carro...sem pagar?? sem assinar nada?? e era isso mesmo, saímos da loja sem assinar nada, só deixamos de nossos nomes e telefone residencial e fomos embora com o carro e marcamos nossa volta à loja para as 16 horas do dia seguinte!
Realmente impensável uma situação dessas no Brasil, né?! Foi ótimo, porque chegamos em casa e meu maridão expert em automóveis e barulhos de motor que só ele ouve constatou que o carro logo iria apresentar vários problemas e daí quando voltamos na loja, dissemos tudo isso pro vendedor que concordou com nossos motivos e foi super cordial, então na hora de sair da loja vimos um carro que nos chamou a atenção, testamos e esse foi o nosso escolhido! daí sim, pagamos, assinamos, pegamos recibo, etc... sabem que fiquei tão feliz com esse fato pois vi que minha palavra aqui vale alguma coisa! Se eu falei que voltaria no dia seguinte com o carro, é porque eu voltaria sim e pronto! Em nenhum momento fui julgada pelo dono da loja que nos atendeu no primeiro dia junto com o vendedor, por ter chegado a pouco tempo, por ser brasileira, imigrante! Isso foi tão bom, pois desde o início ele percebeu nosso sotaque, nos perguntou do Brasil, foi bem gentil e nos deu um voto de confiança que, às vezes, não temos nem de conhecidos que nos conhecem há anos! Só aqui, né?!

sábado, 1 de maio de 2010

Aquarium Du Québec















































No fim de semana passado fomos conhecer o Aquarium du Québec, fica perto aqui de casa, aproveitamos e fizemos o passaporte anual que dá direito à visitas ilimitadas durante 1 ano e descontos em cinemas, algumas lojas e restaurantes da cidade, ele custa o dobro da entrada normal, mas acredito que vale a pena, pois, além do Ricardinho amar os animais e curtir p/ caramba o passeio, temos um programinha de final de semana garantido o ano todo, que não vai mais nos custar nada e com o verão chegando, aqui tem feitos dias ensolarados maravilhosos, o que mais queremos é sair da toca e passear mesmo! Essas são as fotos da nossa primeira visita lá!