segunda-feira, 27 de abril de 2009

Reta final

Buscamos o passaporte do Ricardo no dia 24/04 e hoje pagamos a mega taxa de $ 490,00 dólares p/ cada um e enviamos pelo correio os nossos passaportes, agora é só aguardar o visto que em poucos dias já chega! Com relação às passagens de avião, acho que fica mais em conta ir pela United e passar pelos EUA, pois o Richard pode usar p/ a passagem dele as milhas da TAM, porém, eu e o Ricardinho teremos que tirar o visto p/ os EUA de trânsito de passagem, consegui as informações e documentos necessários p/ o visto no site www.vistos.com.br, a taxa é de $ 150,00 dólares e temos que agendar a entrevista em São Paulo no Consulado dos EUA, assim que retornar nossos passaportes já faremos isto!Ainda não chegamos a uma conclusão definitiva da cidade que iremos nos estabelecer, a princípio era Montréal, pensamos lá uma vez que é uma cidade grande, bem urbana, moderna, já temos alguns brasileiros conhecidos que estão lá, porém, tenho ouvido falar que o mercado de trabalho está muito saturado e tenho achado os aluguéis muito caros...tenho pensado muito na cidade de GATINEAU, que fica próxima a OTAWA, a cidade é bem bonita, estruturada e parece que lá a crise não afetou muito e as chances de se conseguir um trabalho são maiores! não vejo a hora de definir de uma vez para qual cidade vamos...

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Motivação


Bom, o passaporte do Rica ficará pronto no dia 23/04, daí é só pagar a taxa de residente permanente e enviar p/ o Consulado, acredito que em 10 dias nossos passaportes já retornam com os tão esperados vistos!!! Confesso que no início de nosso processo, em 2006, eu não tava tão empolgada com a mudança, eu tinha acabado de ter filho e minha cabeça estava com outras preocupações e prioridades, mas no ano passado eu pesquisei bastante, pensei melhor, revi alguns conceitos e decidi que é o melhor momento para vivermos esta experiência, muitos me perguntam: mas vc. não acha uma loucura mudar assim? vc. não tem medo? mas e o Ricardinho, tão pequeno? ouvi dizer que o custo de vida é muito alto....vcs. não vão ficar ricos lá....etc..



Em primeiro lugar: não acho uma loucura não, não foi a toa que escolhemos o Canadá, é um país de 1º mundo, lider em qualidade de vida, estamos indo legalmente para lá, participamos de um processo de seleção, pagamos várias taxas, gastamos algum $ para conseguir o tão sonhado visto, estamos estudando o idioma e sobre o país, a província do Quebec há mais de um ano, estamos planejando tudo para que a mudança seja o menos incômoda possível.

Segundo lugar: Eu tenho um pouco de medo sim, como toda mudança provoca, mas tenho medo de violência, de bandido, de desemprego tbm!!!!e eu NUNCA deixaria de fazer algo que tivesse muita vontade motivada por medo, quem me conhece sabe que sou assim!

Terceiro lugar: O Ricardinho, acredito que o fato de ele ter apenas 3 anos só contribui para que a adaptação dele lá seja melhor, ele ainda está na fase que quer estar perto dos pais sempre, em qualquer situação...lógico que terá saudades da família, mas não ficará fazendo comparações com a vida que tinha aqui e a vida lá, não fará chantagem emocional para voltar p/ cá, como poderia fazer se tivesse 6 anos ou mais...com o idioma será mais rápido ele aprender do que se fosse mais velho...e eu vou fazer o que eu puder para que ele sempre esteja bem e feliz lá, vou tentar levar o máximo dos brinquedos que ele tem aqui que eu puder e o que valer a pena levar para que ele tenha referências do seu lar na casa que iremos montar lá! um bom presente que podemos dar a ele é no futuro ele poder falar com fluência francês, inglês e português, se voltarmos ao Brasil ele já sairá ganhando em muitos aspectos quando quiser trabalhar!

Quarto lugar: nossa intenção nunca foi ficarmos ricos lá, seremos imigrantes e imigrante não fica rico em país nenhum (salvo raras exceções), sempre tivemos vontade de morar em um país diferente, de 1º mundo, desenvolvido...Richard tem visto p/ os EUA há anos, eu sempre quis fazer mestrado fora e precisei de um empurrãzinho para que tomasse alguma atitude p/ que isso acontecesse, não estou nada satisfeita com minha profissão no Brasil, prefiro fazer algo agora do que chegar nos meus 50 anos infeliz com a vida monótona que levei e sei que nunca iremos dizer o que as vezes ouvimos: " se eu fosse mais novo e tivesse coragem, faria igual a vcs."

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Muitas coisas para fazer e pensar antes da viagem!


Bom, hoje fomos renovar o passaporte do Ricardo, antes disso ligamos lá no Consulado em São Paulo e avisamos que atrasaríamos umas duas semanas o envio dos passaportes e pagamento da taxa, explicamos que teríamos que renovar o passaporte do meu filho, etc...eles aceitaram numa boa...(o prazo de 30 dias vence amanhã) Lá na polícia federal foi super rápido, antes era uma função, filas....agora é com horário marcado, vc. marca horário pela internet e é atendido na hora marcada, e daqui uma semana retira o passaporte, o único porém foi a bagunça que meu filhote fez lá, hoje ele tava atacado, não parava um minuto sequer, não conseguiram tirar foto dele lá, os funcionários da polícia não tem a mínima paciência com crianças, será que deveriam ter? acho que sim, pois criança tbm tira passaporte e não é nada barato, R$ 155,00, e acho que o mínimo que eles deveriam ter é bom humor para situações como esta, afinal, apesar da correria e das caretas na hora da foto (meu filho SEMPRE faz careta para tirar foto, por que hoje não faria?????) e o funcionário me disse que tentaria apenas 3 vezes, achei errado, pois nós adultos, volta e meia piscamos na foto, por que apenas 3 vezes???? é máquina digital, não vai gastar filme, não estava lotado de gente lá fora esperando, não tinha quase ninguém....enfim, fizemos a foto dele no despachante em frente à polícia e entregamos a foto dele depois, só para gastar mais $.....mas pelo menos isto está resolvido! agora estamos num grande dilema: coisas p/ vender....como fazer, quando vender??? esperamos mais tempo?????, faltam 3 meses p/ a viagem....aiiii, tanta coisa p/ organizar....temos 2 quartinhos só de tranqueiras....provavelmente tudo será dado ou vendido.....vou começar a ver isso amanhã!ah, achei uma comunidade muito nota 10 no orkut: bebes made in canadá, tratam de todos os assuntos referentes a crianças e adaptação no Canadá, muito legal mesmo!

segunda-feira, 6 de abril de 2009

3º passaporte do Ricardinho!


Ontem estávamos verificando os valores das passagens aéreas e chegamos à conclusão que é mais barato ir pela TAM até os EUA p/ depois seguir p/ o Canadá, para isso teremos que tirar nossos vistos para os EUA, ( e o Ricardinho, meu marido já tem o dele que ainda vale até 2010), daí percebemos que meu filhinho querido de apenas 3 anos vai ter que tirar seu 3º passaporte, pois o primeiro que ele tirou com 4 meses, venceu quando ele tinha 1 ano e 4 meses, o segundo que ele fez vai vencer em setembro de 2009, portanto é melhor que nosso visto já saia no novo passaporte dele para não termos preocupações futuras, mas a pior parte é que vai aí mais taxas para polícia federal....e haja $$$$!!mas tudo por uma ótima causa! Ontem recebi por email algumas informações de uma amiga "virtual" que está indo p/ Sheerbroke daqui 10 dias, ela vai com o marido e mais dois filhos e está bem animada, me tranquilizou de muitas formas com relação à adaptação das crianças lá...(pelos depoimentos de pessoas que já estão lá com seus filhotes), e me orientou que já procurasse vaga em Garderie de Montréal, pois é bem difícil de encontrar...portanto, minha missão desta semana será tentar localizar pessoas com filhos em Montreal que conheçam garderies e possam me indicar nomes, sites e contatos.... qualquer informação será muito bem vinda! o mais difícil desta etapa que estamos passando é conseguir me concentrar para trabalhar com tantas informações que quero buscar na internet sobre a imigração....é uma luta diária de prioridades....quando vejo, já estou há uma hora na internet lendo blogs, vendo sites, e com o trabalho por fazer....hehehehe, mas acredito que com muita gente é assim tbm, ficamos "viciados" em Canadá e pensamos nisso o tempo todo! e o melhor de tudo e que cada dia fico sabendo de alguma informação que me deixa mais confiante e otimista para realizar a nossa mudança! e olha que tenho lido algumas informações pessimistas sobre crise, sistema de saúde de Montreal, etc...mas tenho fé em Deus que tudo dará certo!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Cada dia mais determinada!



A cada dia que passa tenho mais certeza que estamos no caminho certo, aqui no Brasil não vivemos mal, temos nosso apartamento, meu filho estuda em uma boa escolinha, estamos na tal "zona de conforto", mas até quando??? nosso apartamento é financiado, sou advogada, "autônoma", não recebo salário todos os meses, quem paga as contas fixas aqui de casa é meu marido, que é Coordenador de engenharia de produto e trabalha na industria automotiva, que por sinal está em crise e os próximos meses não são nada promissores....então se formos pensar que no Canadá, mesmo que de início não seja tão fácil, mesmo que não sobre $ para quase nada, pelo menos a educação do meu filho está garantida, sei que terá uma boa formação, aqui em Curitiba, com a escolinha, gasto pelo menos R$ 500,00 por mês, fora os extras que sempre vem (passeios, uniforme, festas, etc....) Sei que o atendimento na área da saúde é bem complicado em Montreal, isso me deixa um pouco apavorada, não por mim, mais pelo meu filho, aqui qualquer dor de garganta corro p/ o pediatra que me atende em no máx. meia hora de espera...mas gastamos uma boa grana com plano de saúde para termos isso, lá não terei que pagar, será garantido o atendimento, isso tbm é de se pensar! Outra vantagem importante é podermos voltar a estudar e ter condições para isso! Meu marido andou pesquisando valores de MBA, É MUITO MAIS BARATO do que aqui, o curso que ele viu custava 5.000,00 dólares, isso se for pago integralmente, sem nenhuma ajuda do governo, imagina se aqui conseguimos fazer uma MBA por menos de 20.000 reais? nem pensar....e depois que vc. casa e tem filho, não sobra $ nem pra um bom curso de inglês ou francês...tanto que minha preparação no francês está sendo "on line" mesmo, pesquisei cursos gratuitos na internet e encontrei um legalzinho o www.babelmundo.pt/frances, dá ótimas dicas de gramática e vc. pode ouvir a "pronúncia" correta das palavras...., no mais, tento falar em francês com meu marido que já fala bem, pois já morou na França (antes que alguém diga, já sabemos que o francês quebecois é um pouco diferente), mas mesmo assim sei que tenho que me esforçar para estar falando bem mais até a hora de viajarmos! Quando fiz a entrevista com Madame Judith, eu estava suuuper nervosa, não saiu quase nada, respondi apenas o que foi perguntado sem emendar nenhuma frase....mas também, meu filho fez tanta bagunça no escritório dela que quase ela nos arremessou de lá p/ o canadá para não ter que cruzar conosco tão cedo, hehehehe, brincadeira, ela foi super compreensiva, ainda mais porque meu pequeno só tinha 1 ano e 7 meses na época da entrevista! o que tenho a dizer para finalizar meu entendimento sobre as vantagens de mudar, é que lá no Canadá sei que posso dar mais qualidade de vida para meu filho, poderá sair nas ruas, brincar, ter uma vida normal de adolescente, pois aqui no Brasil, como será a vida dele qdo chegar a hora de sair sozinho, ir p/ balada, para faculdade....como ficarei eu????? tremo só de pensar na violência que anda nosso país! isso que moro em Curitiba, que apesar de ser super limpa e organizada, existem assaltos, sequestros relâmpagos e muita criminalidade! Então pensando só por este lado já saio ganhando e muito em me mudar p/ lá! mesmo que no início da vida lá apareçam contratempos, "perrengues" e coisas afins e termino com uma citação que li hoje mesmo num ótimo blog de uma família muito 10 (Marilena e Sérgio): "a oportunidade é uma pessoa com cabelo só na frente e totalmente careca atrás, depois que passa, não dá para agarrar mais"